Amar é uma decisão muito pessoal. Amamos porque amamos, sem muita explicação racional. Quem ama não pergunta se o outro é digno do seu amor. Às vezes, até a pessoa que escolhemos amar nem chega a ser um indivíduo muito gostável. Já obediência, por outro lado, é o fruto de uma atitude de compreensão, de certa lógica, de coerência. Obedecemos às leis porque, caso contrário, seremos punidos. A obediência, entretanto, pode ultrapassar o nível do obrigatório. É quando obedecemos aquele ou aquilo que amamos. Não importa, neste caso, o preço a ser pago: obedecer ao ser amado é uma atitude de compreensão, de conivência, de maturidade. Pois bem: é exatamente este tipo de obediência que nos impomos, quando somos invadidos pelo amor de Cristo e decidimos amá-lo.

Pr. Olavo Feijó (Amor em Cristo).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s